CÂNCER COM ALEGRIA

A catarinense Mariana Leone foi diagnosticada com um raro tipo de câncer ósseo em março de 2013. Ela tem 41 anos, é bioquímica e tinha uma vida normal e ativa (trabalhava bem, malhava cerca de duas horas por dia). Foi um grande choque quando descobriu a doença. Sentiu que perdeu o chão, que nada mais fazia sentido. Mas depois desse momento do “E agora, o que eu faço?”, ela foi ao combate lindamente! Em entrevista com Marie Claire ela diz que pensou que como o problema já existia, o negócio era enfrentá-lo. E escolheu passar por ele bem, e então surgiu sua página no facebook: “Câncer com Alegria“. Na verdade, esse nome tem como inspiração a conversa que teve com seu marido que lhe disse “Ou você escolhe viver o câncer com tristeza, e isso não vai funcionar, ou vai viver com alegria”.

Na página dela ela procura desmistificar essa ideia de que mulher com câncer é triste e feia. Nada disso!!! Entre os projetos apresentados na página, ela tem um ensaio fotográfico lindo com vestido de noiva, é a Campanha Noiva! Casada por 25 anos, ela conta: “Na minha caminhada, encontrei jovens, entre 20 e 25 anos, que estavam com casamento marcado quando receberam o diagnóstico. “Tive a ideia de mostrar que a mulher é bonita mesmo estando careca”. Então incentiva as mulheres a darem continuidade com a cerimônia, mesmo que estejam carequinhas. A cat conta: “A ideia da minha campanha é mostrar que não é preciso cabelo para ter autoestima elevada. A gente se prende muito a isso, que o cabelo é tudo. A beleza está no brilho dos olhos, na clareza da alma”. Ela diz que o Fábio, seu marido, foi um grande incentivador de sua autoestima. Conta inclusive que logo depois que raspou seus cabelos ele foi fantástico e a careca até virou fetiche. Ela brinca: “Se era verdade ou não, me fez sentir muito bem”

E esse não é o único projeto dela! Ela tem mais dois que realiza no Hospital Marieta Konder Bornhausen (Itajaí – SC): um que um que viabiliza perucas para mulheres com câncer e outro que leva fisioterapeutas para alegrar os pacientes da instituição.

Sabe essas pessoas que tem o dom de fazer o bem, alegrar outras pessoas, se preocupar com o outro? Ela é assim! O melhor remédio que encontrou foi organizar ações de voluntariado que beneficiam pessoas em situações semelhantes à dela. “Sempre ocupo minha cabeça para não ficar na triste. Gosto trabalhar com coisas boas, ajudar pessoas e levar o amor”, afirmou. A catarinense recebe doações de amigos e conhecidos para manter seus projetos.

Claro que nem sempre foi assim, mas teve muito apoio de seu marido. Logo que viu seu diagnostico ela ficou super abalada e ele nem mesmo reconhecia. Eles se conheceram no colégio, namoraram a distância quando ele mudou de cidade, mas a família não apoiava. E então eles bolaram um plano: aos 16 anos ela engravidou para que assim eles pudessem se casar. Casaram e estão juntos nesse companheirismo lindo até hoje! Inclusive realizaram uma segunda cerimônia para comemorar os 25 anos de casamento. O câncer não é a história dela, é só uma partezinha disso. Ainda não terminou o tratamento, está nessa batalha, mas seus cabelos já começaram a crescer. Ela segue confiante ao lado de seu marido e seu filho, sendo essa cat inspiradora e incrível.

Veja as fotos produzidas por Beto Bocchino, ela super linda vestida de noiva:

Fonte: Marie ClaireCatraca Livre