EXPOSIÇÃO THINK PINK

Nesse Outubro Rosa, a Tufi Duek (localizada na Rua Oscar Freire, em São Paulo) em parceria com a UNACCAM realizaram um coquetel de lançamento da exposição fotográfica Think Pink. Que exposição é essa? É uma feita pela fotografa Nicole Heiger, que mostra as singularidades de mulheres que enfrentaram/enfrentam o câncer de mama.

Todas as mulheres que foram fotografadas usaram o lenço desenvolvido especialmente para o Outubro Rosa, por Eduardo Pombal. O lenço foi vendido na loja, e a cada venda, uma mamografia seria doada pela UNACCAM. As fotos transmitem toda a força e sensibilidade dessas mulheres guerreiras. Nicole está de parabéns pelo trabalho!! As fotos são extremamente expressivas.

Beth Matias

44 anos. Também conhecida como Beth, perdeu sua mãe há dois anos, e passou por uma fase difícil. Num dia percebeu que seu seio estava diferente, seu bico estava para dentro. E foi no hospital ver o que tinha de errado. Quem atendeu foi um mastologista, que foi paciente, fez com que as coisas não parecessem tão assustadoras. Fez a biopsia e veio a notícia! A grande parte difícil foi realizar a mastectomia. Mas mesmo com tanto medo, viu sua fé se fortalecer! E foi em frente nessa batalha!! E ela deixa sua mensagem: “As pessoas não imaginam o que passamos, só quem vive essa experiência é que entende o verdadeiro sentido da Vida. Auto estima é tudo!”

Andreia Pereira

37 anos. Na correria da vida, ela acabou deixando sua saúde de lado. Mas em maio de 2014 percebeu um nódulo no seu seio esquerdo, e veio aquele medo! Foi no seu ginecologista (ele era seu médico há 18 anos!) mas ele disse que não era nada. Mas ela sabia que algo estava errado, então foi atrás de uma segunda opinião. E veio o diagnostico: câncer. Chorou, chorou e chorou mais ainda ao contar para os filhos! Foi em frente, mas passou por muitas barreiras. A mais difícil foi perder seus cabelos, foi como estar frente a frente com a doença. Mas com tudo isso, ela percebeu algo e deixou sua mensagem: “O câncer, foi um convite para eu parar tudo e rever minha vida e minhas atitudes com um novo olhar, um convite para o novo. É impossível você passar por ele, sem aprender algo.
É hora de mudar!!!
E para as amigas que estão iniciando o tratamento, quero dizer que cada caso é um caso, não sofram antecipadamente, pois cada organismo reage de maneiras diferentes, tenham coragem e acima de tudo muita Fé, acredite na nesta força que está dentro de você, esta força se chama FÉ, confie Deus está contigo e sinta a vida pulsando em seu corpo!
Nós somos guerreiras!”

Taluana Jamel

38 anos, fisioterapeuta. Descobriu o câncer realizando um autoexame. O medo bateu, mas não deixou de ir a luta! Ela deixa seu recadinho:“É muito importante o apoio da família e dos amigos, e trocar experiências com outras mulheres que estão passando pela mesma situação também ajuda muito.Mulheres façam o autoexame mensalmente e não tenham medo, o câncer tem cura! Quanto antes descobrir,  melhor e menos agressivo é o tratamento.”@pitadapositiva

Noely Yassuhara

49 anos, sempre fez os exames periodicamente. Sempre se importou muito com sua saúde: alimentação, não sedentarismo, não tabagismo… Recebeu o diagnostico e chorou muito, mas não deixou a fé de lado. Começou o tratamento e no meio de tantas coisas percebeu que mesmo cuidado muito de sua saúde física, ela deixou muito dela de lado – e não poderia se curar do câncer, se não se cuidasse por completo. Com sua experiência, ela deixa seu recadinho: ” O câncer é uma doença assustadora num primeiro momento. Mas hoje, existem tantos recursos que colaboram com a cura, que o inimigo não é tão feio como falam. Mas não é por isso que devemos ignorá-lo, é preciso ter cuidado e descobri-lo no início. Eu o descobri no início e tive tantas ocorrências… Por isso fica a dica, cuidem-se, façam os exames de rotina, sejam flexíveis com as situações que aparecem. Procurem o equilíbrio. Tudo tem uma saída. E tudo passa.”

Flávia Flores

Eu participei dessa exposição linda também!!! Para quem ainda não sabe minha história: fui diagnosticada em 2012. Foi um verdadeiro choque! No começo bateu um desanimo, mas depois fui em frente com muita garra!! Passei por muitos momentos difíceis. Pessoas que achei que estariam ao meu lado, sumiram. Mas descobri em mim minha força. Para não perder a autoestima, fui atrás de truques para me sentir melhor comigo mesma. Foi assim que nasceu esse lindo projeto Quimioterapia e Beleza, regado com muito amor! Já acabei quimio e radio, estou em hormonoterapia.

Cristiane Tavares

36 anos, recebeu o diagnóstico em 2012.Ela conta que quis chorar, mas se olhou no espelho, engoliu o choro e foi pra luta!! Tem duas filhas – motivo que deu força para ela enfrentar essa batalha com tanta coragem. Ela disse: “Bem, não serei hipócrita para dizer que foi tudo lindo, que foi fácil, não, não foi! Pelo contrário, foi difícil demais e só eu sei o que passei, mas sou muito feliz por ter feito a escolha certa, de lutar com leveza…sempre me questionei sobre o que estou deixando para as pessoas que me conhecem e que convivem comigo e estou com a consciência tranquila, pois tenho orgulho por ter passado por isso sempre com um sorriso no rosto e de uma coisa eu não tenho dúvidas: Deus me sustentou e descobrir que tenho uma força muito grande.”