Neutrófilos são afetados pela quimioterapia e podem ter seu número reduzido durante o tratamento.

Bom dia, Cats!  Vocês já ouviram falar dos neutrófilos? São as células mais numerosas do sistema imunológico e têm como principal função o combate às infecções.   O nosso diretor científico Dr. Felipe Ades MD PhD – Oncologista explica mais sobre isso nessa matéria superinteressante aqui!  Confira:

Os neutrófilos são as células mais numerosas do sistema imunológico, correspondendo a quase 70% das células de defesa. São células que ficam circulando no sangue, em sua maior parte, e têm como principal função o combate às infecções.

Durante o ataque imunonógico às bactérias invasoras, um outro tipo de célula, o plasmócito, libera anticorpos no sangue. Esse anticorpos funcionam com balas teleguiadas e vão se grudar à superfície das bactérias agressoras. O neutrófilo age engolindo e digerindo as bactérias cobertas por anticorpos, processo conhecido como fagocitose. Além disso libera substâncias no local da infecção, para chamar mais células de defesa.

Estima-se que o nosso corpo produza em torno de 100.000.000.000 de neutrófilos por dia. Esta é uma célula de vida curta, durando entre 5 horas e 5 dias.

Como é uma célula de crescimento e divisão rápida, é bastante afetada pela quimioterapia. Medicamentos contra o câncer podem causar a baixa dos neutrófilos (conhecida como neutropenia) e aumentar o risco de infecção durante o tratamento.

Um dos motivos do intervalo entre as doses de quimioterapia é aguardar a recuperação da quantidade de neutrófilos no sangue. Nenhum tipo de dieta, suplemento, chá, alimento ou repouso aumenta a velocidade de recuperação dos neutrófilos. Quando há necessidade de aumento rápido (como em casos de infecção) podemos fazer medicamentos estimuladores, mas na maioria dos casos o tempo é suficiente para a recuperação (para a maioria dos medicamentos o efeito máximo de queda ocorre em torno de 10 dias e a recuperação em duas a três semanas).